O vírus entrou pela porta da frente

Nenhum comentário

Num país em que há elevadores sociais e elevadores de serviço que dão em lugares diferentes do mesmo prédio…

Num país em que elevador de serviço é confundido com elevador de serviçais…

Num país em que o “o branco inventou que o negro / quando não suja na entrada / vai sujar na saída”…

Num país em que o projeto de uma estação de metrô em bairro central é visto como um fator de atração de “gente diferenciada”…

Num país em que aeroporto cheio de gente é comparado a rodoviária…

Num país em que crianças negras adotadas por pais brancos são expulsas de lojas de roupas e de carros…

Num país em que um terço das pessoas afirmam já ter sofrido discriminação social…

Num país em que as mulheres ganham menos que os homens em todas as ocupações profissionais, ao desempenharem o mesmo trabalho…

Num país que condena o gasto de 30 bilhões de reais no combate à extrema pobreza mas silencia frente ao lucro de 86 bilhões de reais concentrado em apenas quatro grandes bancos…

Num país em que 28% da renda nacional está nas mãos de 1% da população…

Num país em que “coisa de pobre” se transforma numa expressão facilmente compreensível…

Num país em que a porta dos fundos tem uma imagem tão rasteira que o principal canal de humor lhe toma o nome emprestado…

Num país em que tudo isso acontece…

… o virús entrou pela porta da frente.

* * * *

https://www1.folha.uol.com.br/colunas/redesocial/2020/03/o-circuito-dos-ricos-e-famosos-que-disseminaram-coronavirus-no-brasil.shtml

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s